Três chaves de favor para ser usado por Deus

Então, ele disse: O Deus de nossos pais, de antemão, te escolheu para conheceres a sua vontade, veres o Justo e ouvires uma voz da sua própria boca, porque terás de ser sua testemunha diante de todos os homens, das coisas que tens visto e ouvido. At 22:14,15

O apostolo Paulo está apresentando sua defesa em Jerusalém quando estava sendo preso, e nesse momento ele faz uma revelação de quando foi chamado por Deus. Essa revelação é uma chave poderosa a respeito de sermos um vaso útil nas mãos do nosso Senhor, na verdade, uma experiência tríplice que todos nós precisamos ter afim de nos tornamos uma canal poderoso nas suas mãos como Paulo o foi. Deus nos escolheu para três experiências e uma finalidade, conhecer a sua vontade, ver o Justo, ouvir a sua voz e então, e somente então, sermos suas testemunhas diante de todos os homens. Quanta graça é sermos usados pele Deus que não precisa de nada e de ninguém, mas que na sua soberania decidiu nos fazer participar de uma obra que é exclusivamente Dele. No entanto, antes que outros tenham experiências sobrenaturais através de nós, Deus precisa nos levar a termos três experiências em nós.

 

  1. Conhecer a sua vontade

 

…no qual temos a redenção, pelo seu sangue, a remissão dos pecados, segundo a riqueza da sua graça, que Deus derramou abundantemente sobre nós em toda a sabedoria e prudência, desvendando-nos o mistério da sua vontade, segundo o seu beneplácito que propusera em Cristo, de fazer convergir nele, na dispensação da plenitude dos tempos, todas as coisas, tanto as do céu, como as da terra; nele, digo, no qual fomos também feitos herança, predestinados segundo o propósito daquele que faz todas as coisas conforme o conselho da sua vontade, Ef1:7-11

 

A vontade de Deus era um mistério que foi revelado, e esse é o ponto de partida para todos nós que fomos chamados por Ele. Ele chamou a todos que salvou. Nós somos os seus filhos amados, mas também somos seus servos conquistados por amor, e se o queremos servir e viver para Ele, afim de vermos os frutos da nossa vida cristã, a primeira coisa é conhecermos, por revelação e experiência, a sua vontade. A sua vontade foi feita e revelada, Ele fez com que todas as coisas, no céu e na terra, fossem convergidas a Cristo. Fora dele não há vida, não há conquista, não há nada. Sem Ele e fora dele, tudo é vaidade e correr atrás do vento, isso precisa ser real em nós.

 

Não tente liderar, ser um missionário, estar casado, ser um estudante ou um empresário, se você ainda não entendeu que tudo está nele, é sustentado por ele e depende dele. Esse entendimento mudará, radicalmente, seu conceito de viver e tomar decisões. Entender isso significa que, se queremos ter sucesso em qualquer coisa, precisamos de ir a Ele e depender dele, pois tudo está convergido para Ele.

Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e, sem ele, nada do que foi feito se fez. João 1:3

 Porque todos nós temos recebido da sua plenitude e graça sobre graça. Porque a lei foi dada por intermédio de Moisés; a graça e a verdade vieram por meio de Jesus Cristo. João 1:16,17

 Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer. João 15:5

A graça veio com Cristo, a graça é Cristo, e ela nos foi dada nele, por causa da total incapacidade do homem de viver uma vida vencedora.

 

Definitivamente nós precisamos de um salvador em todas as áreas de nossas vidas, essa é a primeira coisa que você precisa reconhecer: “sem Ele, eu nada posso fazer”, ainda que tente. É esse entendimento de que tudo está nele que nos leva a viver uma vida de dependência em oração, de não confiarmos nem nosso próprio braço e a sempre buscarmos ouvir a voz do Espirito em cada decisão.

 

Assim diz o SENHOR: Maldito o homem que confia no homem, faz da carne mortal o seu braço e aparta o seu coração do SENHOR! Porque será como o arbusto solitário no deserto e não verá quando vier o bem; antes, morará nos lugares secos do deserto, na terra salgada e inabitável. Bendito o homem que confia no SENHOR e cuja esperança é o SENHOR. Porque ele é como a árvore plantada junto às águas, que estende as suas raízes para o ribeiro e não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica verde; e, no ano de sequidão, não se perturba, nem deixa de dar fruto. Jr17:5-8

 

Quando não temos revelação dessa verdade, achamos que podemos e confiamos no nosso fazer, na força do nosso braço. A bíblia diz que nesse momento nos tornamos como arbusto solitário no deserto e não vemos quando vem o bem. No deserto nós trabalhamos muito mas não produzimos nada, é frustrante e cansativo. O bem vem, Deus é misericordioso, mas quando confiamos em nós mesmos estamos cegos para o favor de Deus, por um simples fato, estamos olhando para nós e não para Ele, logo não percebemos as oportunidades de Graça que Ele nos envia e continuamos a viver uma vida árida. É necessário clamarmos para que o Senhor nos mostres o quanto não somos e não podemos, o quanto Ele somente é. Como precisamos ser libertos de nós mesmos e nos tornarmos totalmente dependentes dele. Decida hoje parar de olhar e confiar em você e a andar em uma completa dependência dele.

 

Essa é a primeira experiência, conhecer a vontade de Deus que estava oculta e foi revelada, Cristo como nossa única e suficiente fonte de vida, no qual tudo existe e subsiste. Essa é a vontade de Deus, que você viva na total dependência dele.

 

  1. Ver o justo.

Ele verá o fruto do penoso trabalho de sua alma e ficará satisfeito; o meu Servo, o Justo, com o seu conhecimento, justificará a muitos, porque as iniqüidades deles levará sobre si. Isaías 53:11

 Filhinhos meus, estas coisas vos escrevo para que não pequeis. Se, todavia, alguém pecar, temos Advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo; 1 João 2:1

 Mas agora, sem lei, se manifestou a justiça de Deus testemunhada pela lei e pelos profetas; justiça de Deus mediante a fé em Jesus Cristo, para todos [e sobre todos] os que crêem; porque não há distinção, pois todos pecaram e carecem da glória de Deus, sendo justificados gratuitamente, por sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus, a quem Deus propôs, no seu sangue, como propiciação, mediante a fé, para manifestar a sua justiça, por ter Deus, na sua tolerância, deixado impunes os pecados anteriormente cometidos; tendo em vista a manifestação da sua justiça no tempo presente, para ele mesmo ser justo e o justificador daquele que tem fé em Jesus. Rm3:21-26

 como está escrito: Não há justo, nem um sequer, Romanos 3:10

Mas vós sois dele, em Cristo Jesus, o qual se nos tornou, da parte de Deus, sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção, para que, como está escrito: Aquele que se gloria, glorie-se no Senhor. 1Co1:30-31

 e ser achado nele, não tendo justiça própria, que procede de lei, senão a que é mediante a fé em Cristo, a justiça que procede de Deus, baseada na fé; Filipenses 3:9

 A segunda experiência é ver o Justo, aqui está, com certeza, umas das maiores, mais importante e mais poderosa experiência e revelação na vida de um crente, ver o Justo para ganhar a justiça dele.

Nesse ponto, é preciso que você entenda que Deus Pai, o céu e o inferno, somente podem respaldar, e no caso do inferno, submeter, ao Justo, no singular, que é Cristo. Somente um homem tem autoridade na terra, no céu e no inferno, Cristo, o Justo. Somente ele pode governar nessas três dimensões, e fora dele não há nada que possa ser feito. Ele cumpriu toda a lei, todas as exigências e condições para que aconteça a salvação, as bênçãos e a libertação de todas as maldições. Uma vez que ele cumpriu as condições exigidas, o céu está obrigado, por força de lei, a respalda-lo, assim como o inferno a submeter a ele. Por isso muito vale por sua eficácia a suplica do Justo, no singular, que é Cristo. A oração dele é perfeita, quando ele ora, a oração deve ser respondida.

Quando ele ordena o universo se submete, não há questionamento, ele é absoluto. Os mortos voltam a vida, os aleijados andam, os surdos ouvem e os mudos falam, as circunstancias impossíveis se dobram, as cadeias caem, tudo se torna possível quando ele esta presente. Mas a grande noticia é que agora é se tornou a nossa justiça e quando o céu e o inferno olham para nós e para a nossa oração, não é a nós que eles veem e sim a Cristo. Quando nós chegamos ele chega, quando nós oramos ele ora, quando ordenamos ele ordena, o que diz respeito a ele diz respeito a nós, isso é surpreendente e revolucionário na nossa fé. Ouse crer nisso e vive o sobrenatural. Quando voce “vê” o justo, essa revelação te faz tal qual ele é, por isso precisamos ver por revelação

 

  1. Ouvir sua voz

 

E eis uma voz dos céus, que dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo. Mateus 3:17

 

Durante o seu ministério Jesus ouviu três tipos de vozes, que também você ouvirá na sua caminhada cristã. Ele ouviu dos homens: “Hosana, bendito o que vem em nome do Senhor”, depois ele ouviu, também dos homens: “crucifica-o”, e por fim, ele ouviu do Pai: “este é o meu filho amado”

 

Todos nós ouviremos as vozes das criticas e também as vozes dos elogios, uma nos exalta e nos leva à justiça própria, a outra nos condena e também nos leva à justiça própria, por isso, a única voz que devemos ouvir é a voz é a voz do pai, que nos diz que somos amados e isso muda tudo. Muitos apelos em muitas conferencias estão ligados a nos consagrarmos ao Senhor por amor a ele, e, de fato, eu creio que, todo que se consagra se separa para o que se consagrou. Mas fica a pergunta do porque muitos depois desistem dessa consagração e se esfriam no caminho? Eu creio que, dentre muitas respostas possíveis, a maior delas e a mais importante, é que se consagraram baseados na lei ou em uma graça misturada, se consagraram na obrigação de amar a Deus ou pela obrigação de retribuir, ou ainda por tentar merecer algo.

Toda consagração que não começa com base na graça pura de Deus não cumprirá seu propósito e jamais terá a força da verdadeira consagração. Os apóstolos se consagraram e foram até o fim, o que teria motivado tal consagração? Eu afirmo que não há consagração mais poderosa e definitiva do que a que fazemos por descobrirmos o amor de alguém que deu sua vida por nós. A consagração que mais uma vez virará o mundo de cabeça para baixo é a consagração não dos que amam a Deus, mas dos que amam a Deus porque descobriram por revelação e experiência de que foram amados primeiro.

Esses homens andaram com Jesus por muito tempo, viram coisas maravilhosas, suprimento completo, mas ainda assim o negaram e fugiram. As bênçãos não são suficientes para nos fazer consagrar. Pedro negou a Jesus diante da ameaça de uma empregada domestica após ter jurado consagração até a morte, os outros apóstolos fugiram de medo, e assim também muitos abandonam a consagração feita em conferencias após um pouco de perseguição. A consagração que é feita por acharmos que amamos o Senhor é uma consagração que eu chamo de consagração perecível, a consagração madeira, feno e palha, o fogo da tribulação é suficiente para para-la. Mas a consagração que está baseada na experiência e revelação de ter sido amado por ele na cruz não pode ser parada, nem mesmo pelo martírio, se necessário for.

Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores. Romanos 5:8

É necessário no entanto receber a revelação que demonstra seu amor em toda a caminhada, mas que culmina no ponto central da demonstração do amor que nos constrange, o amor demonstrado na cruz. Esse amor de fato produzirá uma consagração profunda, verdadeira, definitiva e absoluta.

Pois o amor de Cristo nos constrange, julgando nós isto: um morreu por todos; logo, todos morreram. 2 Coríntios 5:14

Eu amor o significado original dessa palavra “constrange”, que significa “envolver da tal maneira que não se pode escapar”. O versículo ficaria então assim:

Pois o amor de Cristo nos envolve de tal maneira que não podemos escapar dele…

Isso é consagração genuína e verdadeira, após sermos amados de tal maneira que então somos levados a amar, fruto desse amor, que não podemos e não queremos escapar de viver nossa única vida para ele. Na verdade, eu ouso te dizer, não tente se consagrar antes de descobrir o quanto é amado, você não poderá. Sua consagração será passageira e frustrante, talvez essa já seja a experiência de muitos de vocês aqui, que tiveram, como Pedro, uma consagração emocional, precipitada, momentânea e hoje estão até mesmo “fugindo” do Senhor, como ele fez. Talvez vocês voltaram a pescar, esqueceram o chamado, não querem mais ouvir falar sobre avivamento, liderança, conquista de geração, porque tudo foi muito frustrante e agora estão dedicados a ter uma profissão. Talvez estão, como Pedro, envergonhados por terem “traído” Jesus ao abandonarem tal consagração, mas eu tenho hoje uma boa notícia para você, Jesus ressuscitou e manda dizer para você o mesmo que manda dizer a Pedro.

Mas ide, dizei a seus discípulos e a Pedro que ele vai adiante de vós para a Galiléia; lá o vereis, como ele vos disse. Marcos 16:7

Que precioso esse versículo, Pedro havia negado o Senhor e quebrado sua consagração, mas o Senhor jamais teria desistido dele. Pedro achou que amava o Senhor e por isso jurou consagração até a morte, mas agora ele está prestes a descobrir que o verdadeiro amor é o dele por ele. Jesus está prestes a dar a ele a grande prova de amor, continuar amando mesmo tendo sido negado, e contar a ele que lá na cruz estava a conta da sua traição, que ele poderia voltar porque era amado e foi isso que mudou tudo para Pedro, que depois o levou a verdadeira consagração e morte de martírio.

Hoje o Senhor está aqui e manda dizer, ide, dizei a meus discípulos e a Maria, Paulo, Marcio…. que eu vou adiante de vós, Radicais Livre, e já estava te esperando aqui antes de você chegar, eu quero te mostrar o meu amor por você e te provar que eu jamais desistirei de você. Esse amor te constrangerá hoje e, o que um dia você jurou consagrar e não pode cumprir, porque estava baseado na consagração da Arvore do conhecimento, da justiça própria, do seu amor por ele, poderá ser vivido com realidade por você, porque será fruto não do seu amor por ele, mas do amor dele por você. Você achou que o amava porque viu sua salvação e suas benções sendo trazidas até você, isso era falso, mas hoje você conhecerá por revelação a verdadeira prova de que é amado.

Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores. Romanos 5:8

O amor dele por você não é provado pelo sentimento das emoções, ou pelas benções ou algo que ele possa fazer por você, mas é provado pela cruz, pela sua morte por você. Então, receber a revelação desse amor é que nos leva a uma consagração e frutos verdadeiros. Porque você é amado independente dos seus pecados e falhas, porque ele te escolheu a pesar de você, porque você está confiado exclusivamente nesse amor dele por você, hoje, se você recebe esse amor por revelação, então, e somente então, agora você pode responder a um apelo e se consagrar.

Escolha ouvir apenas a voz que diz: “esse é o meu filho amado”.

 

  1. Ser testemunha diante de todos os homens

E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura. Marcos 16:15

 porque terás de ser sua testemunha diante de todos os homens, das coisas que tens visto e ouvido. At22:15

Enquanto essas três chaves poderosas não acontecerem com voce, voce não poderá, de fato, ser essa testemunha viva diante dos homens. Nem mesmo Jesus começou seu ministério antes de conhecer a vontade do Pai, ser o justo e ouvir que era amado. Essa são as chaves poderosas para uma vida cristã sobrenatural. O senhor quer usar voce para testemunhar com poder, para que façamos coisa maiores, mas primeiro precisamos crer nessa verdade, saber que a vontade de Deus é que Cristo seja o centro, seja a nossa justiça e que ele nos ama com amor eterno, isso nos dará segurança, fé e poder para participarmos da historia do mover de Deus em nossa geração.

Quando voce abrir a boca, debaixo dessa revelação, voce tocará o coração dos que te ouvem e verá o milagre de Deus na vida deles. Voce terá uma fé sobrenatural para ser usado por ele, sem medo, sem limite e independente do desafio, e o mais importante, sem fardo. Não será mais uma questão de quem voce é ou quão capaz voce é, e sim de quem Cristo é e de quão capaz Ele é, não será mais uma questão do que voce fez de errado ou tentou de certo, será apenas uma questão do que Ele fez na cruz, não será mais uma questão se voce merece ser usado e sim uma questão de que foi escolhido.

Vamos lá, levante-se para viver uma revolução.

Tags