O filho varão e o arrebatamento dos santos

Quando terá início a grande tribulação? Quando surgirá o anticristo? Se você estudar Apocalipse, evidentemente não obterá uma data específica, mas certamente conhecerá os sinais e saberá quando tudo acontecerá. O momento da crucificação do Senhor Jesus foi um clímax na história da humanidade. A morte do Senhor na cruz foi o momento mais importante da humanidade, foi o ponto crucial da história. Mas a Palavra de Deus revela que a humanidade chegará a outro ponto crucial.

Quando estudamos Apocalipse e chegamos ao capítulo 11, vemos que toda a história está consumada ali. Mas, então, segue-se o capítulo 12, e parece que a profecia começa tudo novamente. A verdade é que, a partir do capítulo 12, o Senhor está chamando nossa atenção para fatos e personagens especiais. Há uma descrição especial no capítulo 12. Do capítulo 1 ao capítulo 11 de Apocalipse, é dada uma visão geral. Todavia, no capítulo 12, é como se o Senhor rebobinasse a fita com o intuito de mostrar tudo novamente e focalizar em determinado ponto. No capítulo 12, você descobre que os símbolos se tornam totalmente diferentes dos outros.

O sinal da mulher e do filho varão

Viu-se grande sinal no céu, a saber, uma mulher vestida do sol com a lua debaixo dos pés e uma coroa de doze estrelas na cabeça. (Ap 12.1)

Alguns já disseram que essa mulher representa a nação de Israel; outros, que ela representa Maria, mãe de Jesus. Há inúmeras interpretações, mas antes de avançar, precisamos de um terreno comum, com o qual já concordamos. Primeiro, concordamos que a Bíblia é a Palavra de Deus. Segundo, cremos que Apocalipse 12 é inspirado pelo Espírito Santo. Terceiro, há simbolismo aqui, esta é uma passagem obscura. Precisamos de outra passagem mais clara para interpretar esta. Precisamos da Palavra de Deus para interpretar a Palavra de Deus. Este é um princípio fundamental da hermenêutica: a Bíblia interpreta a própria Bíblia.

Quem é o filho varão? A Bíblia mesma diz quem ele é. No versículo 5 do capítulo 12 de Apocalipse, está escrito: “Nasceu-lhe, pois, um filho varão que há de reger todas as nações com cetro de ferro. E o seu filho foi arrebatado para Deus até o seu trono”.  A Bíblia dá a definição desse filho varão, não precisamos fazer especulações. Qual é a definição? Esse filho varão regerá todas as nações com cetro de ferro. Foi o apóstolo João quem escreveu o livro de Apocalipse. Ele conhece, portanto, sua linguagem muito bem. Se quiser interpretar os escritos de João, você precisa usar a linguagem dele.

Existe algum outro lugar em todo o Apocalipse em que aparece a expressão “reger todas as nações com cetro de ferro”? Há somente duas ocorrências. Uma se encontra em Apocalipse 19.15: “Sai da sua boca uma espada afiada, para com ela ferir as nações; e ele mesmo as regerá com cetro de ferro […]”. O pronome “ele” aqui se refere ao nosso Senhor Jesus Cristo. Nisso todos estamos de acordo. Rei dos reis, Senhor dos senhores é o Senhor Jesus. Está muito claro, não há dúvida.

O outro texto é Apocalipse 2.26 e 27: “Ao vencedor, que guardar até ao fim as minhas obras, eu lhe darei autoridade sobre as nações e com cetro de ferro as regerá e as reduzirá a pedaços como se fossem objetos de barro”. Esse texto se refere aos santos vencedores. Na linguagem de João, em Apocalipse, concluímos que ou o Senhor Jesus ou os santos regerão com cetro de ferro. Precisamos determinar pelo contexto se o texto de Apocalipse 12 se refere ao Senhor Jesus ou aos santos. Vamos assumir que o filho varão se refere ao Senhor Jesus. Se esse for o caso, então aquela mulher deve ser Maria, uma vez que foi ela quem deu à luz o Senhor. Será que podemos crer nisso? Maria vestida do sol, com a lua debaixo dos pés. Você já viu a Bíblia representar Maria com esse tipo de figura? Sabemos também que o nosso Senhor Jesus foi o primogênito de Maria. Mas essa mulher, no capítulo 12, já teve outros filhos antes de ter esse filho. Como sabemos disso? Vejamos Apocalipse 12.17: “Irou-se o dragão contra a mulher e foi pelejar com os restantes da sua descendência; os que guardam os mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus”.

Se você pensa que essa mulher se refere a Maria, sua interpretação não está de acordo com a história relatada na Bíblia. Além disso, se interpretarmos Jesus como o filho varão, então fazemos desta uma passagem histórica, e não futura. Isso é contrário à natureza do próprio livro, porque é um livro profético. Por essas razões, creio que a interpretação mais satisfatória desse texto é que esse filho varão se refere aos santos.

Nasceu-lhe, pois, um filho varão, que há de reger todas as nações com cetro de ferro. E o seu filho foi arrebatado para Deus até ao seu trono. (Ap 12.5)

Isso se refere ao arrebatamento dos santos. Se você quer uma passagem clara sobre o arrebatamento, não procure no capítulo 4 de Apocalipse. A Bíblia diz no capítulo 4.1: “João, sobe para aqui”. Muitas pessoas afirmam que toda a igreja sobe com João, que isso é, pois, o arrebatamento de todos os santos antes da grande tribulação. Mas essa interpretação é muito frágil. O texto que fala sobre o arrebatamento dos santos está em Apocalipse 12.5. Ali nos é dito que esse filho foi arrebatado para Deus até o seu trono. Também podemos ver que, depois do arrebatamento dos santos, algo acontece nas regiões celestiais.

Houve peleja no céu. Miguel e os seus anjos pelejaram contra o dragão. Também pelejaram o dragão e seus anjos; todavia, não prevaleceram; nem mais se achou no céu o lugar deles. (Ap 12.7-8)

Por isso, festejai, ó céus, e vós, os que neles habitais. Ai da terra e do mar, pois o diabo desceu até vós, cheio de grande cólera, sabendo que pouco tempo lhe resta. (Ap 12.12)

Este é um ponto crucial na história da humanidade. Preste atenção: depois do arrebatamento do filho varão, há uma batalha no céu. O resultado dessa batalha é que Satanás e seus anjos caídos são lançados para a terra. Se esse filho varão se refere ao Senhor Jesus, então o ser arrebatado ao céu significa sua ascensão. Isso significa que, após sua ascensão, Satanás foi lançado sobre a terra. Isso significa, em outras palavras, que Satanás não está mais nas regiões celestiais. Mas, em Efésios 6.12, está escrito: “[…] a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes”.

Pelo texto de Efésios 6.12, sabemos que Satanás e seus anjos ainda habitam as regiões celestiais, eles ainda não foram lançados para esta terra. Dessa forma, podemos concluir que aquele filho varão se refere aos santos. Aqui nos fala sobre o arrebatamento dos santos. E, como resultado dessa batalha nos céus, Satanás e seus anjos são lançados sobre a terra. No princípio, Satanás foi um anjo, ele era o chefe dos anjos, mas pecou contra Deus, rebelando-se contra Ele. Dessa forma, Satanás e os anjos que o seguiram foram lançados fora da presença de Deus.

Para onde foram Satanás e seus anjos? De acordo com a Bíblia, Lúcifer foi lançado para as regiões celestiais. Ele foi lançado para as regiões siderais acima da terra. Por isso, a Bíblia diz “espíritos malignos nas regiões celestiais”. Em Gênesis 1, temos o registro de que Deus disse que era bom após criar a luz no primeiro dia. Mas, no segundo dia, Deus não disse que era bom. Sabe o que aconteceu? Por causa daquela grande rebelião no céu, os espíritos malignos estão nas regiões celestiais, na atmosfera do nosso planeta.

Depois do arrebatamento dos santos, há uma guerra. Miguel e seus anjos obtêm a vitória. O resultado é que Satanás e seus anjos são lançados sobre a terra. Como consequência, seu território será reduzido. Já não habitará mais as regiões celestiais, agora ele estará na terra e no mar. Originalmente, habitava as regiões celestiais e o mar. Agora a Bíblia diz que não haverá mais lugar para ele nas regiões celestiais.

No período da grande tribulação, pode-se ver a cólera de Satanás perseguindo os santos de Deus que ainda estiverem na terra. Ele os vence, e todos os habitantes da terra seguirão essa besta. Isso é a grande tribulação. No capítulo 12, aparece o dragão, e no capítulo 13, surge o anticristo, a besta que se levanta do mar e o falso profeta, que é a besta que vem da terra. Há, então, uma trindade satânica, que se unirá com todo o poder das trevas para tentar destruir a terra. Essa trindade maligna terá todo o poder político, econômico e religioso. Este será o governo mundial. Essa trindade têm um único propósito: ser contra Deus, contra o Espírito Santo e contra Cristo. Esta é a grande tribulação.

 

O Dia de Cristo

Mas nós não estamos esperando a grande tribulação. Não! Esperamos ser arrebatados. Antes da grande tribulação, haverá o arrebatamento, os cristãos vencedores desaparecerão. O mundo inteiro ficará perplexo. Você crê no arrebatamento? Que o Senhor seja misericordioso para conosco. Não queremos passar pela fornalha da perseguição, queremos ser arrebatados. O Senhor prometeu que voltaria. O próprio Senhor voltará para nos levar. E, quando nos levar, isso será o arrebatamento.

Ele nos disse adeus lá em Betânia. Ele retomará em Betânia. O Senhor quer nos levar juntamente com Ele. Lembre-se dessa promessa! Essa promessa é exclusivamente para nós cristãos. Os pés do Senhor tocarão no Monte das Oliveiras. Mas lembre-se, quando o Senhor aparecer no Monte das Oliveiras, Ele descerá com os seus santos. No arrebatamento, Ele vem para os seus santos. Quando os seus pés tocarem no Monte das Oliveiras, Ele descerá com os seus santos para o julgamento do mundo e para a libertação do povo de Israel. Esse dia é chamado “Dia do Senhor”. Mas o dia em que seremos arrebatados é chamado na Bíblia de “Dia de Cristo”. Aguardamos pelo “Dia de Cristo”. Nosso Noivo virá e nos uniremos a Ele (Fp 1.6; 1.10 e 2.16).

Nesses dois mil anos, temos celebrado ceia após ceia. A igreja nunca celebrou um “café da manhã”, porque o nosso “Sol da Justiça” como que se ocultou e hoje atravessamos uma longa noite. Mas daqui a alguns dias, participaremos de um “café da manhã” com o nosso Senhor. Uma ceia após outra ceia e o Senhor ainda não veio. Mas Ele nos prometeu que voltaria. Ele nunca falha. Apegue-se a essa promessa. Ele prometeu nos levar.

 

A vinda do Senhor em duas etapas

Precisamos entender o que é a vinda do Senhor. Às vezes, entendemos mal esses acontecimentos. Vejamos uma ilustração. Após o Senhor subir ao céu, os discípulos estavam contemplando o céu e os anjos disseram: “Esse Jesus que dentre vós foi assunto ao céu virá do modo como o vistes subir”. Isso nos dá subsídios para entendermos a vinda do Senhor. Como Ele subiu ao céu? Em duas etapas: a primeira parte foi do Monte das Oliveiras até as nuvens, e a segunda parte, das nuvens até o trono. A primeira parte foi visível, mas a segunda, das nuvens até ao trono, ninguém viu. Esta é a parte invisível. O Senhor voltará da mesma forma como Ele foi. Ele voltará em duas etapas. A primeira, do trono até as nuvens; esta será a parte invisível. Depois, das nuvens até o Monte das Oliveiras, todos o verão.

Na etapa invisível, Ele vem como um ladrão. Estamos prontos? O ladrão nunca dá um telefonema para avisar quando vai assaltar a nossa casa. Por isso, precisamos ser cuidadosos. Não sabemos quando o ladrão vai chegar. Por essa razão, não podemos fixar uma data para a vinda do Senhor. Quando o ladrão vem até a sua casa, ele quer levar o seu luxo, não o seu lixo. Se o ladrão vier buscar o lixo, daremos a ele as boas-vindas todos os dias. Mas você sabe, o ladrão vem arrebatar aquilo que é precioso.

Os santos são o tesouro do Senhor. Então, quando Ele vier naquela primeira etapa, vai nos levar, vai nos “roubar”. Essa parte é oculta, ninguém verá. Não sabemos detalhes dessa primeira etapa. No entanto, sabemos quando Ele voltará na segunda etapa. Em 2 Tessalonicenses, está escrito que, antes daquele dia, o anticristo surgirá. Portanto, três anos e meio depois que o anticristo vier, os pés do Senhor estarão sobre o Monte das Oliveiras. Dessa vez, Ele vem como a luz de um relâmpago.

Não sabemos o que vai acontecer, mas de uma coisa sabemos: naquele dia, todas os canais de televisão estarão exibindo esse evento espetacular, pois a sua vinda será como o relâmpago que reluz do Ocidente ao Oriente. E, nessa segunda parte de sua vinda, Ele vem como o sol, o Filho da justiça. Se você é preguiçoso ou diligente para se levantar pela manhã, se levanta cedo ou não, isso não importa, porque de qualquer forma você verá o sol. O sol surgirá para os crentes e descrentes. Isso não depende de você. Este é o “Dia do Senhor”.

Mas graças a Deus, do trono até as nuvens, Ele vem como a estrela da manhã. Quem são os que veem a estrela da manhã? A estrela da manhã é a mais brilhante que aparece no céu um pouco antes do nascer sol. Se quiser ver a estrela da manhã, você precisa vigiar, não pode estar dormindo. Se não for cuidadoso, você perde o momento em que ela surge. Por essa razão, o Senhor Jesus disse: “Vigiai e orai”. Enquanto você vigia e ora porque quer ver a estrela da manhã, Ele virá como a estrela da manhã. Não queremos perder esse momento!

Se você não vir a estrela da manhã, resta-lhe ver o sol nascer. Isso significa passar pela grande tribulação. Um crente jamais sofrerá o juízo que virá sobre o mundo, mas sofrerá a perseguição do anticristo. Na segunda etapa da sua vinda, o Senhor descerá das nuvens até o Monte das Oliveiras com os seus santos. Qual o segredo para sermos maduros? Somos o trigo que foi semeado neste mundo. Sabemos que o trigo está maduro quando a espiga, o caule e as outras partes se encurvam. Isso significa que o trigo está morto para o mundo, assim a sua raiz é facilmente arrancada da terra. Quanto mais a espiga amadurece, mais se encurva. Então, quando o fruto está maduro, a foice pode ser lançada. Quando esse trigo é cortado, isso significa arrebatamento. Você está pronto para esse momento?

 

Perguntas para compartilhar:

  1. Quem são os que veem a estrela da manhã?
  2. Quem é o filho varão?

© 2017 Igreja Videira. Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Alisson Martins