Fé, princípios e verdades.

A batalha para a qual todos nós somos chamados é a batalha da fé. O bom combate é o bom combate da fé. Toda a estratégia do diabo contra a sua vida consiste em minar a sua fé lançando dúvidas em sua mente. Como ele faz isso? Ele fala em seu ouvido como se fosse você falando consigo mesmo. Isso é para que você pense que aquele pensamento que ele está soprando procede de você. A fé é chave. Se você não tem fé, como pode avançar? Quando o diabo consegue lançar dúvidas em seu coração a respeito do amor de Deus, por exemplo, o resultado é que você ficará paralisado. Já não conseguirá orar mais, não conseguirá crer por milagres, porque agora há dúvida do amor de Deus. Quem tem dúvidas do amor de Deus não conseguirá ter fé para pedir coisa alguma.

Outras vezes, o maligno tenta nos levar a olhar para nós mesmos e esquecermos da nossa justificação em Cristo. Nesse momento, você conclui falsamente que não está qualificado para receber algo de Deus, e o resultado será a falta de fé. Tudo porque você aceitou a mentira do diabo que diz ser necessário merecer para receber algo do céu. Paulo diz algo interessante sobre a fé:
Estou crucificado com Cristo; logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim; e esse viver que, agora, tenho na carne, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim. (Gl 2.19-20)
O justo vive pela fé, porque sem fé é impossível agradar a Deus (Hb 11.6). A fé é a chave. É a incredulidade que nos impede de receber mais de Deus. Há um oceano de provisões celestiais à nossa disposição, mas não desfrutamos delas porque cedemos à incredulidade em nossa mente. Aprender a exercitar fé é, portanto, vital para o nosso crescimento espiritual e para entrarmos na posse de todas as bênçãos que já nos foram dadas por Deus.

O que é fé?
A verdadeira fé procede do coração, e não da mente. Não basta concordar com a mente, é preciso aplicar o comparação para crer na Palavra de Deus. Hebreus 11.1 diz que “fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não veem”. Portanto, a fé é simplesmente uma convicção, uma certeza. É como o pai que, estando embaixo, diz ao filho que está sobre o muro: “Pule, filho! Pule!” O filho precisa crer que o pai vai segurá-lo. Se o seu pai for digno de confiança, então ele pulará. Toda criança fica se questionando: “Será que ele consegue me segurar? Será que ele é forte o suficiente?” Este é um bom teste para você fazer com o seu filho. Se o garoto pular, será um bom sinal, significa que ele confia em você o bastante para também aceitar a sua instrução. Aquele que não confia também não aceita instrução. Você também deverá pular nos braços de Deus. Enquanto você não pular nos braços d’Ele, não conseguirá seguir as suas instruções. O Senhor jamais decepcionou aqueles que esperam n’Ele.

Em Hebreus 11.2-3, lemos: Pela fé, os antigos obtiveram bom testemunho. Pela fé, entendemos que foi o universo formado pela palavra de Deus, de maneira que o visível veio a existir das coisas que não aparecem. (Hb 11.2-3)
É pela fé que você entende que o universo foi formado pela palavra de Deus. Para o homem sem Deus, a vida foi simplesmente um acidente cósmico e o universo surgiu de uma explosão cósmica. Essa teoria é conhecida como teoria do Big Bang. Eu vi um adesivo de carro muito interessante que dizia: “Deus disse: Big! E, então: Bang!” Este é o poder da palavra de Deus. Em Hebreus 11. 4,5, lemos que Enoque foi trasladado, não por ser melhor do que os outros, mas porque, antes da sua trasladação, obteve testemunho de haver agradado a Deus. E como ele agradou a Deus? Crendo. Agradamos a Deus quando cremos (Hb 11.6-16). Fé é simplesmente levar a sério o que Deus diz. Fé é tomar como verdade o que Deus falou nas Escrituras. Em toda a Bíblia, por sete mil vezes se menciona que Deus disse ou que Jesus disse. Se Ele disse, é promessa; se é promessa, Ele cumprirá! Deus se agrada daqueles que creem. Talvez você deseje agradar a Deus fazendo coisas, mas só agradamos a Deus realmente quando cremos. Crer em quê? Crer em suas Palavras.

Ao contrário do que muitos pensam, o primeiro pecado do homem não foi a desobediência. Deus ordenou a Adão que não comesse do fruto, caso contrário, ele morreria. O diabo, porém, disse a Eva: “É certo que não morrereis”. Eles tinham, pois, duas vozes: a serpente diz que não morre, e o Senhor afirma que morre. Assim, o primeiro pecado do homem não foi só desobediência, foi incredulidade. Adão não levou a sério o que Deus disse (leia Hb 11.17-27). Hebreus Hb 11.33 diz que, pela fé, os homens de Deus praticaram a justiça. Até a vida cristã só pode ser praticada por fé. Como posso ter uma atitude perdoadora? Pela fé. Como posso ter o amor pelos homens? Pela fé. Como posso ter uma conduta santa? Pela fé (leia Hb 11.34-40). Muitos não recebem de Deus porque não pedem; outros, porém, pedem, mas não recebem porque não creem; imaginam que seus pedidos são grandes demais e, dessa forma, diminuem o tamanho de Deus, desonrando-o diante do mundo espiritual. Fale coisas grandes a respeito do seu Deus. Peça coisas grandes e nobres que o honrem. Creia por coisas que deixem as pessoas boquiabertas. Creia e as receberá. Que o chamem de louco, mas nunca diminua Deus aos olhos dos homens. Apenas a nossa fé honra a Deus completamente.

A fé de Abraão e a fé de Tomé.
A Bíblia mostra que podemos ter dois tipos de fé: a verdadeira fé, que procede do coração, e a fé falsa, que não passa de uma concordância mental. Alguns ouvem algo e apenas concordam com o que dizemos. Se eu afirmar: “Deus cura!”, você responderá: “Cura mesmo!” Você concordou. Mas fé é algo diferente, é mais que concordar. A verdadeira fé é algo que procede não meramente da mente, mas do coração. Fé é uma atitude do coração, uma convicção. Quem sabe que Deus cura tem uma postura, mas quem tem a convicção de que Deus realmente cura manifesta outra atitude, que procede do coração. Em outras palavras, você pode ter a fé de Abraão ou a fé de Tomé. Qual é a fé de Abraão? (Rm 4.17). Abraão esperou contra a esperança, contra a lógica, pois ninguém nunca havia ressuscitado. Mas, ainda assim, ele creu, para vir a ser pai de muitas nações, segundo lhe fora dito (Rm 4.18-21).

Abraão não viu, mas creu contra as evidências, esperou contra a esperança, foi contra a lógica e até as leis naturais. Ele creu contra tudo. Não viu nada e tampouco sentiu coisa alguma. A Bíblia diz que ele até precisou se fortalecer na fé, glorificando a Deus. Apesar de todas as evidências contrárias – ele velho, sua esposa com o ventre já amortecido, não podendo gerar –, ainda assim ele creu e honrou a Deus. Esta é a fé dos que recebem de Deus. Abraão creu sem ver. Isso honra a Deus, porque Abraão creu somente no que Deus havia dito. Mas há outro tipo de fé, a fé de Tomé. Tomé fez exatamente o oposto. Ele disse que só creria se visse e tocasse no Senhor Jesus ressuscitado (Jo 20.24,25).
Depois de colocar o dedo nas feridas dos cravos e no lado de Jesus, você não precisa mais de fé. A fé é a convicção de coisas que se não veem, mas aquele que é do time de Tomé precisa ver primeiro para começar a crer. Eu sei que sempre haverá o pessoal do tipo de Tomé na igreja, aqueles que ficam esperando que algo aconteça para então começarem a crer, mas os vencedores são aqueles que manifestam a fé do tipo de Abraão.

Há três tipos de fé na Bíblia: Há três tipos de fé na Palavra de Deus: a fé para a salvação, o dom da fé e a fé para a vida cristã.

a. A fé para a salvação
O primeiro tipo de fé é a que recebemos para a salvação (Ef 2.8,9). A salvação é um dom de Deus, e essa fé inicial para a salvação também é parte da graça maravilhosa de Deus operando em nós. Você não poderia ter crido para a salvação, pois você estava morto no pecado. Apesar de não ter provas ou evidências, alguém pregou para você e aquelas palavras de alguma forma o tocaram, levando-o a crer. E, então, por ter crido em Cristo, você foi salvo. Esta fé inicial é a fé para a salvação.

b. O dom da fé
O segundo tipo de fé é o dom da fé. Paulo diz que o Espírito concede muitos dons, e um deles é o dom da fé (1Co 12.9). Muitos irmãos possuem esse dom. Que características possui quem tem o dom da fé? Ele é alguém que transmite fé aos outros, ou seja, quando ministra, a fé não fica só com ele, mas passa para os outros; quando eles creem, não creem só para si, conseguem levantar a fé de muitos. Aquele que possui o dom da fé não é necessariamente alguém que faz milagres, mas é alguém que desperta a fé nos outros para que recebam o milagre.

c. A fé para a vida cristã

A fé para a vida cristã é a fé para crescer em Deus, para vencer o diabo e subjugar as obras da carne. É essa fé que nos permite ver o cumprimento das promessas da Palavra de Deus. Nós testemunhamos não somente com nosso caráter ou nossa conduta santa, mas também testemunhamos quando temos fé e as pessoas veem que realmente Deus tem ouvido as nossas orações. Alguns crentes vivem uma vida correta, mas se conformam que ela seja miserável, sem a provisão e as bênçãos do céu. É um precioso testemunho quando as pessoas ao nosso redor dizem: “Olha o milagre que Deus fez na vida dele! Olha como a bênção de Deus tem vindo e como ele tem prosperado!” Quando isso acontece, torna-se um testemunho para os incrédulos. É importante ter caráter, mas também é fundamental dar testemunho de fé. Não fique esperando que outros creiam por você. Levante-se como vencedor e guerreie as guerras que o Senhor tem colocado diante de você. Apenas confesse: “Eu sou mais do que vencedor por meio daquele que me amou” (Fp 4.13). Comece a guerra dizendo: “Eu já venci! O diabo está derrotado, ele não pode me vencer”. Esta é postura que honra o Senhor.

A diferença entre fé e esperança (1Co 13.13)
Muitos irmãos confundem fé com esperança, mas elas não são a mesma coisa. Uma coisa é esperar a bênção de Deus, outra coisa é crer pela bênção. Paulo disse que três coisas permanecem: a fé, a esperança e o amor. O amor é o caminho pelo qual a fé caminha. A fé diz respeito ao tempo presente e crê como se já tivesse acontecido, enquanto a esperança diz respeito ao tempo futuro. Fé é simplesmente dizer o que Deus diz em sua Palavra. Fé é concordar com Deus. Há três coisas que ficam para a eternidade: fé, esperança e amor.
Exercitar a fé hoje é fundamental. Todo problema é apenas uma ocasião de Deus para você exercitar a sua fé. Mas muitos de nós corremos logo atrás da ajuda do homem, sem antes buscar a Deus. Fazendo isso, você perde a oportunidade para crescer em fé e ver o poder de Deus. Busque a Deus! Sua fé precisa ser fortalecida para você poder responder a Deus. Sua fé vai se fortalecendo à medida que você tem uma história com Deus. Eu sei em quem tenho crido. Eu tenho uma história com Deus. Há memoriais de Deus em minha vida das vitórias e das extraordinárias obras que Ele fez em mim e através de mim. Eu tenho andado com Deus no decorrer dos meus dias e tenho visto que Ele é Deus e Ele ouve a oração.

Como podemos receber fé?
Deus pode nos ministrar fé de muitas formas, mas basicamente obtemos fé de três formas: pela palavra de Cristo, pela oração no espírito e testemunhando os feitos de Deus.

a. Pela Palavra de Cristo (Rm 10.17)
Alguns cristãos acham que é perda de tempo ir ao culto, mas os cultos são importantes, neles nós ouvimos a respeito da Palavra. Se você ouvir com o coração aberto, a fé será acrescentada ao seu coração. Evidentemente, precisa ser num lugar onde se prega o evangelho da graça. Muitos querem ser crentes sozinhos em casa. Mas isso não é apropriado por vários motivos. Primeiro, porque não devemos deixar de nos congregar, o que é um mandamento bíblico, como diz Hebreus: “Não deixemos de congregar-nos, como é costume de alguns” (Hb 10.25). Precisamos estar juntos para sermos contagiados com o fogo uns dos outros e também para sermos guardados pela comunhão.
Aprenda que existe uma unção individual e outra unção coletiva. A unção individual é uma bênção, mas a unção coletiva é maior. A provisão de Deus está tanto na unção individual em sua casa quanto na unção que recebemos quando nos reunimos. Há algo que Deus faz quando estamos juntos, que Ele não faz em você sozinho, na sua casa. O propósito do Senhor é que nós nos reunamos, porque cada reunião libera uma dose de unção e de fé em sua vida. A fé vem pelo ouvir. Você quer que sua fé cresça? Então, comece a ouvir a Palavra. Compre CDs para ouvir no carro; compre a Bíblia gravada e ouça, ouça a Palavra nos cultos, nas reuniões, ouça na célula, ouça no compartilhamento, ouça. É pela Palavra que a fé vem.

b. Orando em línguas (Jd 20)
A segunda forma de edificarmos a nossa fé é orando no Espírito. Orar no Espírito Santo é o mesmo que orar em línguas. Paulo diz que devemos orar em todo o tempo no Espírito (Ef 6.18). Quando nos convertemos, o nosso espírito foi unido ao Espírito Santo, amalgamado, de tal maneira que o nosso espírito e o Espírito de Deus agora são um. Quando oramos em línguas, estamos orando no espírito. A Escritura diz que, se eu orar em outra língua, o meu espírito ora de fato, mas a minha mente fica infrutífera” (1Co 14.14). A nossa mente não entende, mas o nosso espírito recebe. Judas diz que, quando você ora no espírito, você edifica a sua fé (Jd 1.20). Orar em línguas tem poder espiritual para edificar a nossa fé. No dia em que você é batizado no Espírito Santo, você recebe a habilidade divina de falar em línguas. A vontade de Deus é que você ore em línguas frequentemente e exercite o seu espírito edificando a sua fé. O seu espírito precisa ser exercitado. Como é que você terá fé se o seu espírito não é exercitado? A fé é também edificada pelo orar em línguas.

c. Testemunhando o resultado da fé
Depois de vermos a manifestação do que temos buscado, a nossa fé cresce para enfrentarmos desafios ainda maiores. A fé é desenvolvida quando a vemos funcionando. Quanto mais você exercita a fé, mais a ver funcionando e, consequentemente, crerá por coisas ainda maiores. É como um exercício. Depois de nos exercitarmos em uma atividade, podemos fazer coisas que antes não fazíamos e nos sentimos encorajados a coisas ainda maiores. Este é o círculo virtuoso da fé: quanto mais vemos a fé funcionando, mais temos fé para exercitá-la no futuro.

Perguntas para compartilhar:
1. Se você não tem fé, como pode avançar?
2. Qual a importância da fé na vida cristã?

Tags