A Fé mais excelente

Somos filhos de Deus, cheios de sua vida e unção, mas precisamos guardar a nossa fé, porque podemos nos tornar naturais em nossa vida cristã. Quando somos naturais, vemos todas as coisas numa perspectiva meramente humana. Tenha cuidado para não limitar Deus. Deus é capaz de fazer todas as coisas em nosso favor, mas nós o limitamos. Nós o limitamos por causa do que ouvimos outras pessoas dizerem. Nós o limitamos por causa de falsas doutrinas que se infiltraram dentro da igreja. Nós o limitamos por causa da perspectiva natural e humana. Mas, para o Senhor, não haverá impossíveis em todas as suas promessas.

Não limite Deus
Esteve o SENHOR com Judá, e este despovoou as montanhas; porém não expulsou os moradores do vale, porquanto tinham carros de ferro. (Jz 1.19). O texto diz que “O Senhor estava com Judá”. Não é maravilhoso saber que o Senhor é por nós? É exatamente esse o significado de Emanuel, Deus é conosco. Mas, logo em seguida, lemos que eles não conseguiram expulsar os moradores do vale porque estes tinham carros de ferro. Se o Senhor é conosco, o que significam carros de ferro? Para Deus, é como se fossem de papel. Golias estava vestido de uma armadura de bronze, mas foi derrotado com uma pedra de um jovem que tinha fé em Deus. Para compreendermos porque isso aconteceu, precisamos voltar ao começo do capítulo.

Depois da morte de Josué, os filhos de Israel consultaram o SENHOR, dizendo: Quem dentre nós, primeiro, subirá aos cananeus para pelejar contra eles? Respondeu o SENHOR: Judá subirá; eis que nas suas mãos entreguei a terra. Disse, pois, Judá a Simeão, seu irmão: Sobe comigo à herança que me caiu por sorte, e pelejemos contra os cananeus, e também eu subirei contigo à tua, que te caiu por sorte. E Simeão partiu com ele. (Jz 1.1-3). O Senhor disse que Judá deveria sair primeiro para a peleja. Em todos os seus desafios, a primeira coisa que você deve fazer é sempre louvar, porque “Judá” significa louvor. “Judá” é , que significa “louvor”. Então, quem sobe primeiro? Judá, o louvor.  O Senhor diz que entregou a terra nas mãos de Judá.

Entretanto, o verso seguinte menciona que Judá disse a Simeão, seu irmão: “Sobe comigo ao meu território, para que possamos lutar contra os cananeus; e eu também irei com você lutar pelo seu território”. Então Simeão foi com ele.” Deus não disse para trazer Simeão. Deus diz: “Eu os entreguei nas suas mãos”, mas eles limitaram o Santo de Israel, porque todos queremos apoio da carne, o apoio dos homens. Todos nós queremos pessoas ao nosso derredor. O Senhor chamou você, mas você quer que mais alguém venha. Isso também aconteceu com Moisés. Quando Deus o chamou pela primeira vez, era para ele falar com Faraó, mas, repetidas vezes, ele disse: “Eu não posso falar. Eu não posso falar”, e Deus chegou a se irar. Ele disse: “Quem fez a boca do homem?” Então, finalmente, Deus diz: “Leve Arão, seu irmão. Ele será seu porta-voz”. Isso não era o melhor de Deus. Sua vontade era que Moisés fosse o porta-voz. Quando Deus nos chama, Ele nos equipa. Então, que importa se eles têm carros de ferro? Mas Judá chamou seu irmão para ajudá-lo. “Você lutará por mim e eu lutarei com você”, disseram eles.

Assim, Judá subiu, e o Senhor derrotou os cananeus. No começo, houve vitória. Até que chegamos ao verso 19 e vemos o que aconteceu no fim. Eles não puderam expulsar os moradores das montanhas por causa das carruagens de ferro. Em outras palavras, quando você limita Deus, sua vitória é limitada. Tudo depende da fé. Não estou dizendo que não devemos receber ajuda de outros no meio da dificuldade. O que estou dizendo é que devemos falar com o Senhor primeiro. Peça direção a Deus antes de pedir conselhos ao homem. Pergunte a Deus antes de perguntar a opinião de alguém. Não estou dizendo que você não deve pedir conselhos, mas consulte primeiro ao Senhor. Ore primeiro ao Senhor. Não corra primeiro para o médico, mas vá primeiro ao Senhor. Tenha cuidado para não limitar o poder de Deus. O Senhor quer fazer grandes coisas, mas tudo depende de fé. Alguns têm uma fé mais apropriada que outros. Em Hebreus 11, temos o Hall dos Heróis da Fé. E o texto começa com uma pergunta.

E que mais direi? Certamente, me faltará o tempo necessário para referir o que há a respeito de Gideão, de Baraque, de Sansão, de Jefté, de Davi, de Samuel e dos profetas. os quais, por meio da fé, subjugaram reinos, praticaram a justiça, obtiveram promessas, fecharam a boca de leões, extinguiram a violência do fogo, escaparam ao fio da espada, da fraqueza tiraram força, fizeram-se poderosos em guerra, puseram em fuga exércitos de estrangeiros. (Hb 11.32-34). Não há detalhes insignificantes na Bíblia. Então, quando eu leio a Bíblia e vejo a menção de Gideão e Baraque, a primeira coisa que me chama a atenção é a ordem cronológica. Cronologicamente falando, quem veio primeiro? Baraque veio antes de Gideão, mas mesmo assim Gideão é mencionado primeiro. Depois, lemos sobre Sansão e Jefté. Mais uma vez, Jefté veio antes de Sansão. Sansão está no fim dos Juízes. Ele foi o último juiz mencionado no livro. Oficialmente, Samuel foi o último juiz, mas Sansão foi o último juiz descrito no livro de Juízes e, no entanto, ele é mencionado antes de Jefté.

Certamente, há nisso um sentido profético. Sansão, o último juiz, morreu cego. A época dos reis terminou com a chegada de Nabucodonosor, e o último rei de Judá também ficou cego. Em Apocalipse, a última igreja foi Laodiceia, e sobre ela o Senhor disse: “Eis que és cego […]” (Ap 3.17). Tudo o que o homem faz, seja através de profetas, seja através de reis, seja através de sacerdotes, seja através da igreja, se esquecermos que o Senhor é o número um, o ponto central, então nos tornamos cegos. Sansão veio depois de Jefté, mas seu nome é mencionado primeiro. E quanto a Davi e Samuel? Quem veio primeiro? Samuel foi quem ungiu a Davi como rei. Samuel veio antes de Davi, mas aqui Davi é mencionado primeiro. Qual é a razão disso?  Eu creio que, quando Deus coloca um nome em primeiro lugar, isso mostra a sua prioridade. Significa que Deus favorece aquele primeiro. A sequência não é cronológica, mas é baseada na qualidade da fé. É baseada na excelência da fé. A fé maior vem primeiro.

Gideão e Baraque
Vamos ver primeiro Gideão e Baraque. Ambos tinham fé, ou então seus nomes não estariam aqui em Hebreus 11. A fé de Baraque era: “Se você for comigo, eu irei com você”, enquanto que, para Gideão, seus olhos estavam no Senhor. Ele colocou o novelo de lã como prova, mas Deus permitiu porque ele estava olhando para o Senhor, enquanto Baraque estava olhando para a mulher. Clamaram os filhos de Israel ao SENHOR, porquanto Jabim tinha novecentos carros de ferro e, por vinte anos, oprimia duramente os filhos de Israel. Débora, profetisa, mulher de Lapidote, julgava a Israel naquele tempo. (Jz 4.3-4). Nos dias de Baraque, novamente nos deparamos com os carros de ferro. Por vinte anos, Jabim oprimiu duramente os filhos de Israel. Débora, uma profetisa, esposa de Lapidote, estava julgando Israel naquele tempo. Ela chamou Baraque e lhe disse:

Porventura, o SENHOR, Deus de Israel, não deu ordem, dizendo: Vai, e leva gente ao monte Tabor, e toma contigo dez mil homens dos filhos de Naftali e dos filhos de Zebulom? E farei ir a ti para o ribeiro Quisom a Sísera, comandante do exército de Jabim, com os seus carros e as suas tropas; e o darei nas tuas mãos (Jz 4.6-7). Deus queria que Baraque destruísse Sísera. Mas o que Baraque respondeu? Ele olhou para a profetisa e disse: “Se fores comigo, irei; porém, se não fores comigo, não irei”. Então, a profetisa lhe respondeu: “Certamente, irei contigo, porém não será tua a honra da investida que empreendes; pois às mãos de uma mulher o SENHOR entregará a Sísera”. Deus disse que entregaria Sísera nas mãos de Baraque, mas, quando ele exige que Débora vá com ele, a sua atitude limitou o Santo de Israel. Deus diz: “Então, não haverá crédito para você”. O crédito foi para uma mulher, cujo nome é Jael.

Sansão e Jefté
E quanto a Sansão e Jefté? Na verdade, Sansão é um herói bem peculiar. Seu comportamento é bem diferente, mas ele tinha fé em Deus. Seu nome é mencionado no Hall da Fé. A Palavra de Deus diz que Sansão matou mil homens com uma queixada de jumento. Achou uma queixada de jumento, ainda fresca, à mão, e tomou-a, e feriu com ela mil homens. E disse: Com uma queixada de jumento um montão, outro montão; com uma queixada de jumento feri mil homens. Tendo ele acabado de falar, lançou da sua mão a queixada. Chamou-se aquele lugar Ramate-Leí. Sentindo grande sede, clamou ao SENHOR e disse: Por intermédio do teu servo deste esta grande salvação; morrerei eu, agora, de sede e cairei nas mãos destes incircuncisos?
Então, o SENHOR fendeu a cavidade que estava em Leí, e dela saiu água; tendo Sansão bebido, recobrou alento e reviveu; daí chamar-se aquele lugar En-Hacoré até ao dia de hoje. (Jz 15.15-19).

Sansão clamou ao Senhor e disse: “Tu deste grande livramento”. Ele deu a Deus toda a glória.  Nada disso foi baseado na lei. Se fosse baseado na lei, Sansão teria errado no momento em que pegou a queixada de jumento. Ele tocou em uma carcaça morta. Ele não podia fazer isso porque era um nazireu e ao nazireu era proibido tocar em qualquer corpo morto. No entanto, Deus lhe trouxe a vitória. De certa forma, ele agiu como a mulher siro-fenícia. Não era hora dos gentios, mas ela alcançou a bênção que só seria dada no futuro. A fé transcende o tempo e o espaço. Aqui ele não está sob a lei, mas ele estava sob a graça. Ele estava operando pela fé no Senhor. Ele estava olhando para o Senhor. Todas as vezes que o homem age por fé, ele entra na esfera da graça. Ninguém consegue ter fé baseado no merecimento da lei. Por que ele foi colocado acima de Jefté? Jefté veio primeiro. Quem era Jefté? A Bíblia diz que ele era filho de uma prostituta. Ele foi inicialmente rejeitado pelos seus irmãos, pela sua tribo. Mais tarde, quando os inimigos vieram, eles o chamaram de volta porque ele era um guerreiro. Sansão clamou ao Senhor, mas Jefté fez um voto ao Senhor.

Fez Jefté um voto ao SENHOR e disse: Se, com efeito, me entregares os filhos de Amom nas minhas mãos, quem primeiro da porta da minha casa me sair ao encontro, voltando eu vitorioso dos filhos de Amom, esse será do SENHOR, e eu o oferecerei em holocausto. (Jz 11.30-31). Quando você não tem um relacionamento com Deus, você faz um sistema de troca: “Deus, se tu fizeres isso por mim, eu farei isso por ti”. Isso mostra uma fé fraca. Isso mostra uma qualidade inferior de fé. Você sabe quem veio ao encontro dele primeiro? A sua filha. Ele não a matou porque Deus não quer um holocausto humano. A Bíblia diz que ela chorou sua virgindade. Em outras palavras, pelo resto da vida, ela nunca se casou.

Samuel e Davi
O que podemos falar de Davi e Samuel? Em 1 Samuel 8, temos o único erro que eu consigo ver do profeta Samuel. Ele colocou os seus filhos como juízes de Israel. Mas eles não andavam em seus caminhos; eles se desviavam após ganhos desonestos, aceitavam propinas e pervertiam a justiça. Nós sabemos que Davi amou os seus filhos, mas ele nunca os colocou em uma posição. Absalão usurpou a autoridade, mas não foi Davi quem o colocou. Tendo Samuel envelhecido, constituiu seus filhos por juízes sobre Israel. O primogênito chamava-se Joel, e o segundo, Abias; e foram juízes em Berseba. Porém seus filhos não andaram pelos caminhos dele; antes, se inclinaram à avareza, e aceitaram subornos, e perverteram o direito. (1 Sm 8.1-3).

Não quero falar nada negativo do profeta Samuel. O caráter dele é precioso, mas em termos de fé, Davi tinha a fé que Deus realmente aprovou. O último grupo é o dos profetas. Os profetas são colocados por último. Todos os nomes mencionados aqui são pessoas comuns, exceto Davi, que era rei. O que isso está dizendo? O Senhor está dizendo que pessoas comuns podem andar nessa excelência da fé. Quero terminar voltando a Juízes 1 versículo 19. O versículo seguinte diz: “E eles deram Hebrom a Calebe, como Moisés havia dito”. Hebrom é a montanha. Calebe expulsou dali os três gigantes, os três filhos de Anaque. Que contraste entre alguém que creu em Deus e alguém que diz: “Irmão, você deve vir comigo”. Calebe sozinho fez isso. Eu vejo aqui homens e mulheres de fé. Quando anda pela fé, você entra na esfera da graça. Mas se você estiver sob a lei, ficará limitado, porque a lei tem tudo a ver com a sua força. Você não deve fazer isso, você não deve fazer aquilo. É tudo sobre a sua força. Mas a graça está além da sua força, acima e além do que você pode fazer. Acima e além da sua capacidade.

Em outras palavras, se você está sob lei, sua força é limitada. A Bíblia diz que Josué ficou velho. Mas não diz que Calebe envelheceu. A Bíblia registra a morte de Josué, mas não registra a morte de Calebe. Em Josué 13, Deus diz a Josué: “Você está velho”. No capítulo seguinte, Calebe diz a Josué: “Hoje sou tão forte aos 85 anos quanto no dia em que Moisés me enviou aos 40 anos de idade. Estou forte para a guerra. Eu posso lutar. Dê-me esta montanha. Dê-me esta montanha”. A nossa força é renovada quando vivemos debaixo da graça. A Escritura diz que os levitas serviam ao Senhor como auxiliares dos sacerdotes. A partir dos vinte e cinco anos de idade, podiam entrar para prestar serviço no trabalho do tabernáculo; aos cinquenta anos, deveriam deixar de realizar esse trabalho e não trabalhavam mais. Se você está sob a lei, é isso o que acontece em termos de serviço e ministério na igreja. Na lei, nosso ministério é limitado, mas, na graça, somos renovados e nunca paramos de servir.

O ferro e o metal será o teu calçado; e a tua força será como os teus dias. (Dt 33.25).
Se você vive pela graça, esta é a promessa para você. É uma promessa para pessoas felizes. Essa promessa era para Aser. “Aser” significa “feliz”. Pessoas felizes são pessoas frutíferas. Não dá para entender crentes mal-humorados quando a promessa que temos é de vida abundante e feliz. Abraão riu quando Deus disse que ele teria um filho. Sara riu quando soube que seria mãe. E então eles decidiram chamar o garoto de “Riso”. Eles se divertiram muito e foram frutíferos. A vida cristã é sobre a alegria do Senhor. A Escritura não diz que sua alegria é sua força. A alegria do Senhor, a alegria d’Ele é que é a sua força. E você sabe com quem Ele se alegra? Ele se alegra com você. Depois de conhecer a alegria do Senhor, você se torna forte, porque sabe que Ele está alegre por sua causa. Você é a alegria d’Ele.

Perguntas para compartilhar:
1 – O que significa Yehuda?
2 – Por que devemos viver debaixo da graça?

Tags